terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Placas engraçadas rsrs - Parte IV

Quando pensamos que já vimos de tudo, tem muito mais euehuehe Aiaiaiaiiii

A única coisa que não está em bom estado é a gramática de quem escreveu isso neh euheueh

Se quente é uma loucura, imagina gelado kkkkkkkkkkk

Uma boa mijada pode ser fatal kkkkkkkkkkkkkkkk

Como será a digestão de quem consome esse tipo de produto hein? Nuss rsrs

O que dizer quando terminar de comer um pastel desse local? rsrs


Fica bem e vê se não some!

Mr. Copper!

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Seu nome é SUCESSO! rsrss

Uma grande revelação musical. Ednaldo Pereira, reconhecido internacionalmente através de uma entrevista ao 'Programa do Jô', lança seu novo sucesso: Vale Nada Vale Tudo!



Só digo uma coisa: APRECIE COM MODERAÇÃO! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Fica bem e vê se não some!

Mr. Copper!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Placas engraçadas - Parte III

Pois é galera, quanto mais o tempo passa, mais me surpreendo com a criatividade de nossos artistas no meio do mundo! rsrs Veja porquê:

Eu jamais frequentaria um salão desses rsrs Você teria coragem de cortar e pintar seu cabelo aí? rsrs


Oi Amigo, se eu tivesse algum problema desses jamais iria procurar vocês que escreveram isso pra resolvê-los kkkkk


Kual é o matirial que elis utiliza ein? kkkkkkkkk


To achando esse frango mal passado. Será? kkkkkkkkkkkkkkkk


Não sei se choro de tanto rir ou rio de tanto chorar eehueheuhue

Fica bem e vê se não some...

Mr. Copper!

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

A queda do ônibus


            Vocês já sabem que eu tenho uma certa queda por quedas (risos). Pois bem, na época que eu estava estagiando num banco eu pegava ônibus (não pegava com as mãos tá – só modo de dizer rs) todas as manhãs por conta da distância.
            Numa bela manhã, como outra qualquer, acordei, escovei os dentes, tomei um banho, tomei café, escovei os dentes novamente e fui pegar o ônibus, como fazia todos os dias.
            Só não imaginava o que estava por vir... aiaiaiiiiiiiii
            O sol estava brilhando e eu estava animado porque era dia de receber o salário (risos). Antes de saltar (literalmente) do ônibus eu fiquei sabendo que a parada daquele local onde sempre costumava saltar não existia mais, eu teria que andar ainda mais pra chegar no banco.
            Pois bem... Levantei-me e pedi parada olhando para o motorista pelo retrovisor com aquele olhar que dizia: “Para aqui pra mim, por favor!” kkkk O mais engraçado é que depois que pensei isso ele me disse em voz alta: “Não existe mais essa parada, mas vou abrir a porta pra você.”
            Quando ele disse abrir a porta eu não imaginei que ele abriria apenas a porta, mas também pararia o ônibus pra eu saltar. Ledo engano, triste fim! Kkkkkkk Eu desci os batentes da escada do ônibus e ele foi abrindo a porta. Eu tinha certeza que ele iria parar, mas me enganei.
            Provavelmente ele pensou que eu já havia descido quando acelerou o ônibus, só que detalhe, eu ainda estava no último batente kkkk Quando acelerou, eu, simplesmente, fui arremessado. Parecia que estava pulando de bung-jump, só que sem aquele elástico! Nessa hora dei graças a Deus porque havia aprendido a cair nas aulas de vôlei. Inconscientemente utilizei a técnica pra cair bonitinho euehee
            Apesar de ser arrastado por uns cinco metros, só tive uma calça rasgada no joelho e algumas pequenas escoriações nas mãos, joelhos, braços, pernas e pés! Acho que não esqueci de mais nada euehue. As cicatrizes ficaram, mas a maior certeza é que não sou de ferro eueheuhe
            Depois disso fiquei pensando...: Eu paguei a passagem, poderia descer em qualquer lugar? Poderia até responder que sim, mas não com o ônibus em movimento né euehuhe As pedras aparecem no meio do nosso caminho não para tropeçarmos, mas sim para passarmos por cima delas, literalmente, às vezes. kkkkkkkkkkkkk


Fica bem e vê se não some...

Mr. Copper!

Riquezas da 'Ingenharia' rsrs (Parte II)

            Nem todo ser humano é capaz de compreender a arte na essência! A seguir vocês verão o que há de mais primoroso nesse sentido! Vocês ficarão estupefatos ao vislumbrarem tamanho talento! kkkk


O objetivo maior é chegar... tipo, aonde? rsrsrs


Maneira original de se ter uma garagem rsrsrs


Eu só queria entender a utilidade dessa torneira... Pra lavar as mãos não é neh kkkkk


Imagine se alguém cochila nesse vaso, no mínimo um traumatismo neh kkkkk
            Então galera, concordam comigo ou não que a arte é surreal? kkkkkkkk

Fica bem e vê se não some!

Mr. Copper!

Momento romântico: Feeling...


Às vezes me pego pensando em algumas coisas na tentativa de encontrar respostas a perguntas que sejam indecifráveis. Talvez a essência da vida seja buscar a felicidade e as respostas para todas essas perguntas. O mais maluco de tudo isso é encontrar respostas que lhe tragam a felicidade.
Num contexto mais específico tenho notado que a vontade de estar ao lado de quem tenho afinidade, apesar de todas as diferenças realça o doce sabor do oculto e do singelo. Isso me traz medo... Mas o medo é uma ferramenta poderosa que nos concebe audácia e encorajamento. Nos faz encontrar sentido para o que não tem e faz com que minhas mãos fiquem frias e trêmulas.
Voltando a falar no indecifrável... Ele nos desperta frisson e curiosidade, onde vislumbramos perspectivas inimagináveis. Costumo sentir isso quando me deito e o sono não vem. Acabo tendo uma conversa íntima com Deus e, às vezes, essa conversa demora horas. É algo íntimo.
Meu feeling não costuma me decepcionar, às vezes até insisto no erro, mas não por causa dele e sim porque teimo em querer bem. Acredito que vale a pena acreditar no outro sem reservas. Esse é um preço alto que tenho que pagar, mas invisto porque acredito.
E o que me motiva a crer que estou indo pelo caminho certo? Essa é mais uma pergunta que não tenho a resposta, ainda... Estou achando que o meu feeling está entrando em contato direto com meu coração, com minhas emoções (risos). Só sei que fico esperando por um bom tempo na expectativa se você vai aparecer no MSN, mesmo que off, para me dizer ‘Oi’, perguntar como foi o meu dia e quais são meus planos para o futuro. Seria uma chance pra dizer que você estaria neles, de uma maneira muito sutil e muito sincera.
Posso parecer bobo, meio leso e meio utópico até, mas sou assim, o que posso fazer? Quando o assunto é felicidade faço ligação direta com alegria e com emoção. Tudo o quero é mostrar como sou e mostrar que posso ser amigo. Sei ser amigo, sei ouvir e sei compartilhar experiências de vida como ninguém, por um ângulo crítico, porém sem perder a esperança de um futuro massa, feliz e ao lado de quem mereça estar, espero que possa viver isso ao seu lado. Só preciso que seja recíproco, mais nada.

Fica bem e vê se não some...

Mr. Copper!

domingo, 31 de outubro de 2010

Brincando com coisa séria: A história da "cagada"! rsrs

Quero deixar bem claro que sou um cara de muita fé e sei que Deus opera todos os tipos de milagres, dos mais simples aos impossíveis. Mas o modo como essa senhora conta o seu testemunho é hilário, veja porquê:




Enfim, ela teve direito a sua bela cagada! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Colaboração: Meu querido amigo Gustavo! Valeu visse!

Fica bem e vê se não some!

Mr. Copper!

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Riquezas da 'Ingenharia' rsrs

Meus amigos, lhes confesso que já me deparei com diversas situações engraçadas, mas como estas fotografias a seguir me surpreendi muito. Eu quero acreditar que são montagens, mas neh 'pussive' euehueeu VEJAM SÓ:

Imagine você que mijada aperriada é essa, deve haver revezamento neh kkkk

Uma pessoa obesa consegue transitar nessa casa com tranquilidade? #fikaaduvida

Local ideal para se fazer uma reunião familiar! euheuheu

O profissional que projetou essa escada está de parabéns! Ele vai longe, mas pra chegar ao segundo andar tá difícil viu eueheue

Fica bem e vê se não some!

Mr. Copper.

sábado, 2 de outubro de 2010

Isso é que é estilo rsrsrs!!!

Pra quem acha que não sabe dançar, aprenda com a Liu! kkkkkk



Agradeço ao meu amigo Derlan pela colaboração!

Muiiiiiiiito engraçado!

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Campanha Naiti Bruique


            Oi galera! Esse post na verdade é uma prestação de serviço pra quem tem dúvidas sobre como falar determinada palavra. No vídeo mais abaixo você percebeu que nossa colega só fala NAITE  BRUIQUE ao invés de NOTEBOOK. Se alguém que estivesse por perto e quisesse ajudar diria pra ela a palavra correta, concordam?
            Tenho alguns exemplos meio constrangedores, justamente pelo fato de serem com as minhas professoras do ensino fundamental. Tinha uma professora de artes que o vocabulário dela era: “pobrema, talba, incrusive, pranta” e por aí vai... (Tecla SAP: problema, tábua, inclusive e planta). Percebe-se que o maior probrema, digo problema dela é com o ‘L’ né rsrs. Uma outra professora, de geografia, vivia dizendo “estabalece” (estabelece).
            A sala inteira se divertia muito com isso, mas nunca destramamos ninguém pelo que é dito, afinal, o que importa é o entendimento. Mas que é engraçado é né... rsrs
            QUERIA QUE ME AJUDASSEM NESSA CAMPANHA. Vamos fazer uma lista com as palavras mais faladas erradamente. Deixem a sua experiência e vamos sorrir muiiiiiiito! E aprender também!
CONTO COM A SUA AJUDA!

Fica bem e vê se não some...

Mr. Copper!

O garçom sem noção


Pessoal, existe muita gente sem noção no mundo. Cê conhece alguma? rsrs Pois bem, ontem um casal de amigos, a D. e o F. e eu fomos a uma conceituada pizzaria da cidade para um rodízio. Rodízio de pizza é complicado. Particularmente eu não sei qual a estratégia que as pizzarias utilizam, mas toda vez que vou num é só pra ter raiva... rsrs.
No início tudo são flores, nunca vi tantos sabores juntos. O prato fica com três fatias ao mesmo tempo, afinal, temos que aproveitar os quase vinte reais pagos neh rsrs. Mas depois de um tempinho... O bendito do garçom começa a demorar. Fica a dúvida: - Onde danado esse peste está? rsrs
Além da demora, os sabores começam a vir repetidos, por exemplo, depois da quarta rodada só vem de frango e quatro queijos. Até que me surpreendi ontem, veio um novo sabor... O garçom muito educado se aproximou da nossa mesa e disse: - Vocês aceitam quatro queijos e g@r3#? Em nós três ficou a dúvida... Achamos que nós não havíamos ouvido direito até que, meu amigo F. pediu pra que ele repetisse. Foi a mesma coisa, ninguém entendeu nada. Meu amigo insistiu: - De quê? Ele repetiu a mesma informação pela terceira vez.
F. olhou com certo ar de riso e disse que não havia entendido nada. O mais engraçado não foi isso, a melhor parte foi quando o garçom olhou pra nós e disse que nem ele entendia o que estava falando kkkkkkkk Eu ri litros nessa hora. Pra falar a verdade, olhando bem aquela pizza, parecia que o sabor era quatro queijos mesmo, só mudava o nome pra impressionar o cliente. O que realmente aconteceu... Nos impressionou o fato de a pizzaria colocar um nome tão difícil que nem os garçons conseguem pronunciar. Kkkkkkk
Além de termos comido bastante e sairmos mais gordos, nos divertimos a bessa! Nada melhor do que termos amigos legais pra vivermos momentos legais.
E você, já passou por alguma história parecida?


Fica bem e vê se não some...

Mr. Copper!

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Vídeo HILÁRIO, Veja:

Veja o ônus e o bônus da Inclusão Digital kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk



Muiiiiiiiiiiiito engraçado! Também quero um Naite Bruique! kkkkkkkkkkkkk

Fica bem e vê se não some...

Mr. Copper!

A velhinha peidona!


Sempre gostei muito de ir à igreja sabe, é a maneira mais massa se de aproximar de Deus, indo à casa d’Ele. Mas, às vezes, na casa do Pai acontecem algumas coisas que podemos denominar como ESQUISITAS.
Eu não sei se isso já aconteceu com você, mas certa vez, fui à igreja agradecer por todas as coisas legais que estavam acontecendo na minha vida quando, do nada, começo a sentir uma essência estranha. Eu estava orando de joelhos e uma senhora idosa estava também ajoelhada na minha frente.
Aquela meiga senhorinha soltou um pum podre na minha direção, parecia que havia mirado em mim. Como a igreja estava lotada eu não tinha muitas opções de lugares para trocar. Estava bem acomodado. Eu pensei: - Só deve ser só esse, não é possível que ela invente de soltar mais pum na igreja, seria uma falta de reverência muito grande rsrs. Tipo, cê está se cagando não saia de casa. Deus entende!
Confesso que fiquei meio desconcentrando para orar algum tempo depois, porque ela voltou a peidar. Eu me lembro como hoje essa situação porque podia sentir o bafo quente do pum da velhinha na minha cara. Meus olhos começaram a arder, pelas minhas contas a velhinha com complicações intestinais liberou uns cinco gases e eu tive que engolir aqui tudo.
Não resisti por muito tempo e tive que me ausentar. Que Deus tenha piedade daquela senhora, porque ela deve ter comido algo que a fez muito mal. E eu também peço perdão porque não resisti a tentação e tive que sair daquele lugar aonde estava.
E você, já teve que lidar com alguma situação constrangedora envolvendo um pum? Pode relatar nos comentários hein!


Fica bem e vê se não some...

Mr. Copper!

Entre na dança!

Com mais de 2.600.000 acessos esses gatinhos são sensação na web!



Viva aos Techno Kittens! ueheuheuehue

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Placas engraçadas rsrs - Parte II

A cada dia me surpreendo mais povo, veja porque:

Onde será que fica o congelador? rsrsrs


Quem será o homem-aranha que faz isso? rsrsrs


Esse aviso tem um certo sentido... rs


Quem escreveu essa placa deve ter vaga garantida... rsrs

Fica bem e vê se não some...

Mr. Copper!


A diarréia...

             
            LEIA TODA A HISTÓRIA PRA PODER ENTENDER O OCORRIDO...
Galera, eu vou contar pra vocês uma história que vai ficar marcada pro resto da minha humilde vida. E tudo isso por causa da consideração por um amigo, melhor, minha querida amiga JJ.
Quando nós estudávamos o segundo ano do ensino médio o professor passou uma atividade em que determinada equipe teria que fazer uma paródia de uma música qualquer abordando um tema que não me lembro.
Até aí tudo bem. JJ tem o dom da música e sempre gostou de tocar violão, por esse motivo, ela junto com alguns outros colegas ficaram responsáveis pela paródia. Como eu não sabia de nada sobre o quesito musical, fiquei fora da equipe.
Num sábado pela manhã JJ ia se reunir com os meninos para elaborarem a paródia. Eu estava dormindo no seio do meu lar quando o telefone toca... Quem é? JJ me convidando para ir com ela na casa dos meninos. Eu não queria ir porque está com uma diarréia muito forte, vocês não imaginam. Mas por consideração, fui...
Já no ônibus minha barriga começou a roncar loucamente, mas imaginei que daria pra controlar. Chegando na casa dos outros membros da equipe percebi o entrosamento e a musicalidade aflorando para que fosse feita uma excelente paródia. Mas o que estava aflorando mesmo era o desejo de ir ao banheiro (Já estava mudando de cor kkkk).
O que estava me deixando mais constrangido era o fato de estar indo pela primeira vez na casa desse nosso colega, mas como pensei que só ele e o seu irmão estariam em casa, fiquei mais sossegado. E começaram as cólicas... aiaiaiai
Um outro colega percebeu que eu estava ficando verde e disse pra eu ir ao sanitário. Não resisti e fui nas carreias. Chegando lá tentei fechar a porta, mas não tinha tranca. Minha nossa, teria que cagar segurando a porta... Quando sentei no vaso percebi que ele estava meio folgado, não estava preso no chão. Minha nossa, além de cagar segurando a porta teria que cagar me equilibrando... kkkk
O pior ainda estava por vir, quando olhei não tinha papel higiênico. Pensei: - E agora? A única solução foi usar um paninho que tinha do lado do vaso. Recapitulando... Cagar segurando a porta, me equilibrando no vaso e ainda ter que limpar a bunda num pedaço de pano-de-chão. Pensei que era o fim...
Era nada, tinha mais... Quando apertei a descarga, KD a água? Simplesmente não tinha água. Tive que me virar com meio balde de água pra me livrar daquilo. Quando limpei o suor, porque já estava pingando kkkk e abri a porta... Vejo quem? A mãe dos meninos diante de mim. A expressão dela mudou na hora. Até entendo porque ela recebeu todo o odor que o banheiro exalava.
Pedi licença aos meninos e JJ e eu voltamos pras nossas casas.
Foi a cagada mais aperriada da minha vida. Sem porta, vaso solto, sem papel, sem água e sem moral nenhuma. Rsrs
Meus caros, quando estiverem com diarréia nunca saiam de casa. E se tiverem que sair não deixem de levar: Papel higiênico, lenço de papel umedecido, uma amostra de perfume e aqueles pequenos sprais que perfumam o ambiente e, o mais importante, a coragem. Porque precisa de muita coragem pra cagar fora de casa, principalmente se for a primeira vez que vocês estiver visitando alguém...
Nem sei como sobrevivi a tudo isso. Kkkkkk

Fica bem e vê se não some...
Mr. Copper!  

Adoro a inocência das crianças... kkkkkkkk

Quando somos crianças não temos noção nenhuma concordam? Tem bebê que come sabão, terra e até cocô. Bem... não vamos entrar em detalhes se já comi algum desses três itens, ou até esses três itens, mas vejam algumas crianças meigas aprontando a seguir:

O mistério do telefone e o caseiro

Bem pessoal, quem está relatando a história a seguir é um amigo meu. Devemos ter cuidado com as palavras, vejam porque... eueueheueheu

Segue a situação...


Certa feita um parente foi na casa de um vizinho e precisava resolver alguns problemas com o dono da casa, mas foi atendido por um dos criados. E os dois conversaram por alguns minutos, na esperança de que o dono da casa chegasse, como se passava o tempo e nada de o vizinho chegar, perguntou meu parente...

Mas e seu Full Lanno Di Taul tem telefone celular?

Ao que respondeu o criado...

Tem, mas eu num sei não o número, eu vou ligar pra ele e pergunto a ele o telefone dele, aí depois o senhor volta aqui...

Não parece engraçado, mas ao vivo me rendeu boas gargalhadas, hsiuahishaiushiauhsiuahsiuhaiusas... 


Muito obrigado Diego por ter cedido a história para nos divertimos um pouco. Quem quiser o meu telefone é só pedir viu, não ligando à cobrar, tudo bem... kkkkkkkk

Fica bem e vê se não some...

Mr. Copper!  

domingo, 5 de setembro de 2010

Placas engraçadas rsrs

Vou ficar postando algumas placas curiosas pra vocês. É cada uma pessoal, que dá pra assustar rsrs


Quanto será o quilo da comida? Será que é comida mesmo? rsrs



Hum! Que delícia! Será que é A Flôr de Zíaco mesmo hein? kkk



Será que a comida é saborosa? Eu não me arriscaria... rsrs



Minha Nossa Senhora, Aonde? kkkkkkk


Fica bem e vê se não some...

Mr. Copper!

sábado, 4 de setembro de 2010

Perdi a sola do sapato...


Tenho uma pergunta a fazer: Algum calçado seu já te deixou na mão? Quer dizer, a pé? Rsrs
Pois alguns meus já. Não que sejam de qualidade inferior, mas eu vou contar um triste exemplo que aconteceu comigo. Vejam só...
Uma das minhas melhores amigas ia se casar. Estava tudo na mais perfeita ordem, tudo muito lindo, da decoração ao buffet. Nós precisávamos ir com traje formal, terno e gravata e pra combinar, um sapato social. Aí começa o meu drama! aiaiai
Eu resolvi ir com um terno marrom. Detalhe: EU ODEIO MARROM. O casamento aconteceu as onze da manhã. Diga aí, o sol rachando e eu de terno marrom. Pra não ficar fora do tom precisaria usar sapatos sociais na cor marrom, por esse motivo escolhi um sapato que estava guardado a um bom tempo, não o usava como por costume.
Foi contratada uma equipe para tirar as fotos, mas eu de teimoso levei minha modesta câmera fotográfica digital para registrar os melhores momentos nos bastidores e publicar as fotos no orkut logo em seguida rsrs.
No meio da festa eu perguntei para a mãe da noiva se poderia tirar uma foto dela. Ela prontamente respondeu que sim. Como ela estava sentada e eu não queria pedir que ela se levantasse eu resolvi me ajoelhar discretamente, mar pra quê rapaz?
Me levantei normalmente e no meio do salão senti algo bem esquisito embaixo do meu pé direito. Eu pensei: - Será que pisei em cocô? Mas o salão está muito limpo, não haveria a menor possibilidade que isso tivesse acontecido.
O piso era claro sabe, quando olho discretamente para a sola do meu sapato, simplesmente, ela estava desfragmentada no salão. E o pior, haviam marcas espalhadas rsrs Meu Deus!
Eu pensei novamente: - E agora, peste? Lascou foi tudo! rsrs
O sapato era aparentemente novo e foi caro que só a mulinga, mas pela falta de uso a sola ressecou. O que eu poderia fazer? Fiquei sentado até o fim da festa, não aproveitei tanto quanto deveria, mas fazer o quê né? rsrs Não deveria ter ido de marrom rsrs.
Sei que foi uma situação bastante constrangedora, mas o mais importante de tudo isso é que o casamento da minha amiga marcou história em todos os sentidos, mas principalmente porque eles se amam.
O amor é lindo e a sola é de borracha, pode ressecar! Euehueheue
  
Fica bem e vê se não some...

Mr. Copper!

Isso é que é susto! rsrs

Nunca fui acordado dessa maneira, mas se isso acontecesse talvez nem acordaria rsrs

Sintonites da Paixão...

Sendo muito sincero com vocês, eu não sei mensurar o valor de uma paixão. Como será que ela procede? É do tipo que dá e passa? Quando não é correspondido, você realmente sofre como se tivesse ficado sem um pedaço do seu peito?
Quais seriam os sintomas da paixão? Vou dar alguns exemplos do que acho que sejam:
  • As mãos gelam;
  • Começa a suar frio;
  • Pernas tremem;
  • Coração fica apertado;
  • Se pega pensando sem querer na pessoa por quem está apaixonado, principalmente quando ouve uma música que gosta muito;
  • Quando encontra pessoalmente não sabe o que falar e nem como agir;
  • E quando os olhares se cruzam, mesmo que por um milésimo de segundo? Caramba... é como se não existisse mais nada ao redor.

É tudo muito relativo eu sei, o que eu sinto talvez você não sinta. Talvez eu esteja sendo muito utópico quando o assunto é paixão, mas apesar de ser um sentimento considerado por muitos como nocivo, é uma delícia.
Será que estou ficando apaixonado hein? kkkk

Isso é muito divertido porque quando estamos apaixonados cometemos as maiores garfes e falamos as maiores bobagens que poderíamos falar.

Continua...

Fica bem e vê se não some visse...

Mr. Copper!

P.S.: Desculpa esse momento meio melancólico, o primeiro do Blog kkkk Espero que seja o único... Mas os dedos falam o que o coração está cheio! rsrs 

Micos Políticos

            Há quem ache que o horário político é melhor do qualquer programa de humor, porque nos deparamos com situações que ultrapassam os limites do absurdo. Isso realmente é uma pena porque as pessoas que estão se apresentando nele são os futuros líderes de governo.
            Não sei na cidade onde você mora em época de política algumas pessoas são contratadas para ficarem segurando bandeiras nas praças públicas, fazendo propaganda política. Aqui na minha cidade tem muito disso, é tanta bandeira que se esse pano todo fosse usado para aquecer as pessoas carentes que passam frio no inverno as instituições não precisariam se mobilizar para fazer campanhas do agasalho em nenhum lugar do país.
            Em uma dessas campanhas aconteceu algo incrivelmente inusitado comigo. Vou te contar. Existe uma praça muito conhecida na cidade chamada Praça da Bandeira (coincidência rsrs), onde os estudantes de todas as escolas do centro da cidade costumam ficar conversando depois das aulas.
            Quando meus amigos e eu saímos da universidade, que também fica no centro, resolvemos passear um pouco. A praça estava cheia de pessoas segurando suas bandeiras, o vento era forte e as bandeiras tremulavam como meu coração tremula quando vejo quem tanto quero e não consigo me aproximar. Gostou dessa, Romântica neh? Rsrs
            Na época eu usava aparelho ortodôntico. Pois bem, uma dessas malditas bandeiras simplesmente enganchou no meu aparelho, meus amigos são testemunha disso. Eu não acreditei que aquilo estava acontecendo, e o pior, por elas serem muito grandes arrastavam no chão, e justamente essa parte ficou na minha boca. Eu comecei a engulhar e meus queridos amigos só riam, nenhum conseguiu ir me ajudar. Aliás, começou a juntar gente e o circo estava armado rsrs
            Depois de um certo tempo consegui me livrar daquele troço. Nunca escovei tanto os meus dentes quanto naquele dia para ser esquecido.
Saiba fazer a sua escolha ao eleger nossos líderes e você, que usa aparelho, cuidado com as bandeiras no meio da rua rsrs


Fica bem e vê se não some visse...

Mr. Copper!

Não sabe brincar, não brinca rsrsrs



Muito divertido, coitadinho aperriado vendo a hora cair ueheuheuehe

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Vida de universitário



Pra quem pensa que a vida de um universitário é só moleza, está redondamente enganado. Os estudos também nos dão canseira e quando a mente cansa o corpo padece.
Eu me lembro muito bem das noites em claro estudando para as provas e os seminários super complicados, sem falar nos projetos e artigos que seriam publicados.
A universidade é um mundo totalmente novo e surpreendente, a partir dela deixamos de ter concepções menores e enxergamos tudo com mais clareza. E a verdade nem sempre é muito agradável.
E o mais maluco de tudo isso é que achamos que vamos sair dela empregados e com autonomia financeira. Que frustrante não? rsrs
Se você viveu ou vive esse momento de ser universitário saiba que você pode desencadear algumas nóias nesse período, desde uma crise existencial até uma paixão platônica. Cuidado com as sandices que você pode cometer.
Centre-se kkkkkkkkkkk
Posso dizer que vivi um pouco disso e apesar de não serem coisas muito agradáveis, foram experiências válidas. Sai da crise numa boa, às vezes me pergunto de onde vim e para onde vou, mas é só pra passar o tempo... e a paixão platônica terminou em desalento, já que não saiu dos meus pensamentos.
O mais massa de tudo isso é que passei por essa fase marcando história, mais ou menos intensamente, reciclei minha memória. E ainda me formei rsrs

Fica bem e vê se não some...

Mr. Copper!

Quem é curioso demais acaba se ferrando... rsrsrsrs Veja:

Tenha cuidado ao abrir um e-mail de um colega muito próximo, pode ser uma bela pegadinha eueheuheuehe





Eu fui pego por este mesmo vídeo uma vez. Era madrugada rsrs Acordei a todos da casa e ainda os vizinhos. Vai ficar na história euehueheue

Nunca faça nada escondido porque não dá certo...


Dizem que o que é proibido se torna mais gostoso. Realmente pode até ser, quando as pessoas gostam de correr riscos ao se aventurarem. Vou contar um segredo pra tu visse, vê se não espalha. Mas eu era fascinado pelas festas juninas que aconteciam na escola quando eu era pequeno, só que eu não podia fazer parte delas por causa da religião.
Quando eu estava na quarta série, me lembro como hoje, do momento em que eu mandei a professora colocar o meu nome na lista dos alunos que iriam dançar quadrilha. A minha parceira era a minha prima, ela dançava demais, cê precisava ver. Os ensaios foram magníficos porque, apesar de não saber dançar, conduzia muito bem a dança. Estava realizando uma das grandes vontades povo, era quase um sonho.
Chegou o grande dia! Nossa... meu coração saltitava de alegria e nervosismo ao mesmo tempo, porque eu iria dançar quadrilha e também precisava encontrar uma maneira de mainha não descobrir o feito rsrs A nossa secretária me deixou na escola e por alguns momentos vivenciei tudo o que de massa poderia acontecer até então na minha vida. A platéia estava em polvorosa, muitas pessoas foram assistir! Espetacular é a palavra que descreve aquele momento.
A festa aconteceu num sábado, até então tudo bem. Mainha não tinha noção do que eu havia feito, até que chegou o culto do domingo. Eita pírula... rsrs Eu inocentemente fiquei na parte aonde as crianças ficavam reunidas no momento do culto, mas no final em que todos se confraternizavam, uma menina que estava lá na festividade me reconheceu e veio me cumprimentar pela dança, e o pior, na frente dos meus pais.
Pense num constrangimento! Eu não sabia aonde iria colocar a cabeça, fiquei logo vermelho e tentei pensar rápido numa desculpa. Depois que a menina se afastou eu disse pra mainha que ela não batia bem da cabeça, estava inventando conversa pra eu levar uma piza, uma surra. Até que me dei bem com mais essa desculpa.
O problema maior estava por vir... aiaiai Durante a semana apareceu um fotógrafo que foi contratado pelos diretores da escola pra registrar os melhores momentos da festividade. Em diversos momentos eu fui clicado, porque fazia parte de um casal destaque da quadrilha junina. Ele foi levar as fotos pra mainha pagar rsrs. Sabe aquele grito que você sabe que a sua mãe vai dar pra chamar sua atenção? Pronto, eu ouvir em alto e bom som.
Fiquei de castigo por uma semana, sem poder ver tevê e brincar na rua com os amigos. Foram momentos marcantes e, apesar de todos os aperreios, divertidos.
Tudo tem o ônus e o bônus. Como já dizia o velho poeta: “Se não quiser que ninguém saiba, não o faça...” – Não sei quem disse rsrs

Fica bem e vê se não some visse...

Mr. Dopper!

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Para os marmanjos de plantão...

Fica a dica euheueheuheuhe

Um verdadeiro ator!!!

Pessoal, ri demais com as expressões feitas por esse baby!



Quem quiser ser um ator espelhe-se nele! kkkkkkkk

Aprenda a preparar uma deliciosa salada de frutas



Hummmmmm! Delícia! kkkkkkkk

Quem nunca se enganou?



 O engano é uma constante que sempre vai acontecer em nossas vidas. Geralmente no momento em que o engano acontece você fica constrangido ou até com raiva, mas depois de um certo tempo todas as lembranças deste momento viram piada.
Nos tempos de escola eu me lembro que quando resolvemos pegar o ônibus de uma outra linha para chegarmos mais rápido em casa, fomos parar num lugar que nem conhecíamos rsrs Pra voltar foi um martírio, tivemos que andar um bocado a pé. Demoramos mais do que o convencional rsrs
Eu já trabalhei num local horrível sabe povo, ainda bem que só passei três meses por lá. E foi a partir deste lugar que o meu engano aconteceu. Em toda a minha vida, o engano mais constrangedor e que merece uma ressalva aconteceu quando a mãe de uma colaboradora desta empresa que trabalhei, faleceu.
Foi muito triste realmente, mas o engano foi quando eu fui ao velório desta senhora. Ela estava sendo velada numa central de velórios muito bonita. E, pra quem não sabe, numa central existem diversas recepções ou boxes onde mais de quatro pessoas podem ser veladas ao mesmo tempo.
Devo confessar a vocês que tenho medo de defunto, toda a minha família tem sabe. Quando eu cheguei na central de velórios eu vi que tinham umas pessoas muito consternadas e tristes. Me aproximei e comecei a cumprimentar todos de uma maneira muito carinhosa. Eu não queria chegar perto do caixão pra não ficar com aquele receio que sempre fico.
Depois de um certo tempo, quando cumprimentei todos os familiares me sentei num banquinho de cerâmica pra ficar mais alguns minutos. Quando olhei na minha frente, numa outra sala, vejo quem? A colaboradora chorando.
Eu simplesmente não acreditei que aquela situação estava acontecendo. Estava chorando pelo defunto errado. Minha nossa, como aquilo foi acontecer? Euheue Sendo muito sincero com vocês, fiquei com uma vontade intensa de sorrir no local, o que seria inadequado! Por isso me afastei por um instante e depois voltei para, no boxe certo e com a família certa externar meus pêsames.
Fica a dica: Quando for num velório, certifique-se que estão chorando pelo defunto correto rsrs


Fica bem e vê se não some visse...

Mr. Dopper!

Cuidado quando for beber um refrigerante, veja porque... rs



Melhoras pra você viu! ^^

Brincadeira de criança


Cada fase da nossa vida nos reserva grandes alegrias e eu acredito que os verdadeiros amigos são aqueles que conhecemos no jardim de infância. Fala sério galera... Como é bom recordar os tempos de guri. Isso porque, além da inocência, nos permitimos sermos meio que sem noção, concordam?
Você se lembra do primeiro dia de aula quando a professora pediu pra que fizesse uma redação sobre como foram as suas férias? Um verdadeiro martírio! E aquela menina mais bonita da sala, que sempre influenciou as demais com seu charme e carisma? Pois é amigos, venho contar a história de uma amiga bonitona.
Geralmente se cria a imagem de que a menina mais bonita é cheia de frescuras e intocável, isso é um mito. Posso dizer a todos com orgulho que tive a chance de ser amigo de uma gatinha de parar o trânsito rsrs Eu era meio medroso e uma das coisas que mais me cativou nela foi a sua postura. Parecia até meio brava, às vezes, mas não era.
            Vou explicar pra vocês como aprendi a ser mais corajoso com ela. A menina linda tinha um gato e um cachorro. Eu nunca gostei de animais de estimação e tinha um certo pavor. E o mais incrível é o que os animais sentem isso. Como exemplo, o cachorro de estimação da minha amiga toda vez me dava uma carreira, era impressionante como ele não gostava de mim rsrs.
            Com relação ao gato até que eu me dava bem com ele. Sentia que a admiração era recíproca porque, num dia qualquer quando minha amiga quis jogar o gato na minha cabeça de uma altura considerável ele ficou preso no braço dela. Sou agradecido a ele até hoje rs
            Essa minha amiga era tão bonita, aliás, continua mais linda do que nunca, que despertava ciúmes em toda a família, inclusive na irmã mais nova. Em um episódio de ciúmes quando a irmã-defensora pensou que estávamos brigando com as almofadas e não brincando de guerra-de-almofadas, me concedeu uma mordida generosa na barriga que ainda tenho as marcas, pelas minhas contas tem uns oito dentes em formato de cicatriz rsrs.
            Apesar de todos esses aperreios cultivo a amizade de alguém muito especial que marcou minha vida e continua marcando. Diante daqueles olhos claros e uma pele ligeiramente morena todos os aperreios ficam de lado. Nem cachorro bravo, nem gato na cabeça, nem mordida na barriga, que nada... Sou muito mais você, no caso, ela! rs

P.S.: Estou mais corajoso do que nunca rsrs

Fica bem e vê se não some visse...

Mr. Dopper!

sábado, 28 de agosto de 2010

Quando a amizade vira irmandade


            Existem diversas formas de amizade: aquela amizade de escola, amizade de cursinho, de faculdade, de balada, de infância, têm as amizades por interesse e conveniência e a melhor e mais rara de todas, a amizade de todas as horas.
            Aproveitando o ensejo tenho uma pergunta pra te fazer, melhor, duas: Quantos amigos de verdade você tem? Dentre todos estes tipos de amizade citados anteriormente, você saberia me dizer quais são os seus amigos de todas as horas? Perguntas um pouco delicadas neh, mas esse questionamento é mais comum do que se imagina.
            Eu tenho uma amiga de verdade, minha querida J.J., a qual você já conhece. Nos conhecemos por acaso, não que o acaso exista, mas tivemos a chance de nos conhecermos melhor na escola, quando fazíamos a quinta série do ensino fundamental.
A nossa amizade na verdade foi uma conquista porque ela era muito tímida e comportada. Mas com o passar do tempo vimos que nos identificávamos mais do que o esperado pra uma simples amizade.
De uns dias pra cá eu estava refletindo o momento exato em que a nossa amizade havia se tornado uma irmandade. Foi muito complicado saber, porque a irmandade é algo sublime, primoroso e delicado, mas pensando bem eu consegui lembrar o exato momento em que isso aconteceu.
Em um final de tarde, já início de noite, J.J. e sua mãe estavam na minha casa conversando com minha família. Já havíamos abordado inúmeros assuntos interessantes e divertidos, mas eu não imaginava que o melhor estaria por vir. Senti que J.J. estava um pouco incomodada, mas pensei que não fosse nada demais. Até que ela quis ir pra casa...
Quando minha amiga J.J. ia se levantar para se despedir, aconteceu o que ninguém esperava: OUVIU-SE um caloroso e estrondoso PUM. Nossa! Todos que estavam descontraídos fizeram um minuto de silêncio, ninguém teve nenhum tipo de reação durante esse infinito minuto. Mas depois dos 60’, caímos todos numa gargalhada que não tinha fim.
Nesse momento quebramos o gelo. Obviamente que não vamos sair peidando pra todo lado para demonstrar o carinho e a amizade que temos uns pelos outros, mas foi aonde percebi que somos mais parecidos do que imaginamos, ela também solta pum rsrs
Somos amigos a mais quinze anos. E mesmo nem sempre próximos, mantemos a essência da amizade-irmandade! Obrigado por ser minha amiga-irmã querida J.J.!

O talento é tanto que falta espaço... Veja:

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Esse é pra descontrair moçada!

Odeio carros com duas portas

            Neste post eu vou explicar pra vocês a razão pela qual quando eu enriquecer na humildade, jamais vou querer um carro que tenha duas portas.
            Eu tinha uns dez anos vai... Caramba! Quando sua família não possui um carro e você consegue uma carona pra ir pra escola não tem preço! Tipo você chega na escola sem ter suado nadinha, porque não andou a pé, chega cheirosinho. E quando os outros amigos, que também não têm carro, veem você chegando... eles te olham diferente e pensam tipo... ele veio de carro. Já prestaram atenção nisso?
            Hoje em dia os amigos não prestam muita atenção nesse aspecto, eles observam mais a marca e o modelo do carro rs, mas antigamente era assim. Continuando... Eu tenho uma grande amiga chamada J.J., o tio dessa minha amiga tinha um gol quadrado que fazia muito sucesso. O único problema era que esse gol só tinha duas portas. Explico...
            Nunca tive bom relacionamento com carros de duas portas porque sempre enganchava o pé no cinto de segurança. Era um problema. Diria, até, que genético porque minha mãe também enganchava o pé no cinto com certa frequência. Certa vez, por exemplo, quando voltava das compras em um táxi de duas portas, no momento em que saia com uma bandeja de ovos na mão enganchou o pé e foi de ladeira a baixo tentando se equilibrar pra não quebrar os ovos. Conseguiu rs
            Voltando a história do gol quadrado, o tio de J.J. estava nos deixando na escola todos os dias antes de ir para o trabalho, me sentia um privilegiado. Na frente da escola onde estudávamos existiam duas outras escolas, ou seja, nesse horário milhares de estudantes, sendo um pouco exagerado, se reuniam antes de as escolas abrissem suas portas.
            Já estava ficando popular no meio do povo até que, em um dia nublado, quando estava descendo do carro, sem querer, enganchei o pé direito no cinto de segurança. (Meu Deus do céu, me acuda!) Pensei isso nessa fração de segundo antes que todos presenciassem aquela cena. No mesmo tempo que as minhas mãos tocavam o chão percebia que todos os olhares estavam voltados pra mim. J.J. até tentou me ajudar a levantar, mas ria tanto que não conseguia rsrs
            Como se nada tivesse acontecido eu me levantei, dei a clássica limpada nas mãos depois de uma queda constrangedora como esta e entrei cego de vergonha na escola. Podia ouvir umas risadinhas em tom baixo. Acabei rindo também porque costumo olhar as coisas negativas pelo lado bom, quando existe um lado bom não é rsrs Quem nunca caiu de um carro de duas portas atire a primeira pedra! rsrs
            Aprendi que uma queda pelo meio do caminho pode não representar muitos danos, apenas uma aprendizagem para que quando formos sair de um carro de duas portas, possamos prestar mais atenção no cinto. De qualquer forma, continuo odiando carro de duas portas rsrs

Fica bem e vê se não some visse...

Mr. Dopper!

A queda da bicicleta


A infância é um mágico período de nossas vidas, onde tudo se torna muito bonito ou muito feio em poucos instantes. Afinal, temos como principal parceira a inocência. Como vocês já sabem, eu tenho um irmão mais velho, ele tem precisamente três anos a mais do que eu.
Meus pais não tinham condições financeiras suficientes para comprar uma bicicleta para cada um, sonho de consumo na época. A solução foi comprar uma única bicicleta para os dois. Consigo me lembrar dela como se fosse hoje, era mediana para que servisse tanto pra meu irmão quanto pra mim, na cor lilás, tinha rodinhas auxiliares e o mais perigoso equipamento de todos, o freio era apenas na roda da frente.
Os irmãos mais velhos sempre são os grandes heróis para os mais novos, concordam? Ainda são na verdade. Como eu tinha cinco anos e meu irmão já iria fazer oito ele chegou pra mim e disse que eu já era crescido e já saberia andar na bicicleta sem as rodinhas auxiliares. Ai meu Deus, se eu soubesse... rsrs
Confiei inteiramente nele, seria esse mais um sinal que era autônomo pra tomar minhas decisões, mas dependente de qualquer forma. Disse a ele que poderia tirar as rodinhas. Muito contente ele ficou por poder andar livremente sem aquelas rodinhas chatas para atrapalhar. Apenas um detalhe: ele já sabia andar sem elas, eu não.
Ele mo colocou no início da rua que moramos até hoje. Outro detalhe: é uma ladeira rs. Disse que seria mais fácil aprender a andar de bicicleta se eu tentasse. Resolvi tentar. Pois bem, quando ele me soltou na ladeira senti o vento bater no meu rosto, a adrenalina me excitava, mas calma, a esquina se aproximava.
Sabia como dar a partida, mas como parar a tempo de chegar na esquina de baixo? Meu irmão gritava lá de cima: - Aperta o freio, aperta o freio! Ouvi. Era a única solução. Apertei com toda a força que tinha, só não imaginava o que iria acontecer depois. Como a bendita bicicleta só tinha o freio da frente, qual a lógica? Apenas a roda da frente iria parar. Esse detalhe eu não sabia, até então rs
Fui arremessado a uma altura considerável, ainda estava sentindo o vento e a adrenalina ao qual me referi, mas tudo o que sobe tem que descer. Imaginei um confortável colchão aparando minha queda, mas rapaz, não havia colchão algum rs O tombo foi feio e ainda tenho umas pequenas cicatrizes daquele dia histórico na minha vida.
Com esta história aprendi algumas lições que trago até hoje: Mesmo a situação sendo arriscada, não devemos temer os desafios que aparecem na nossa vida, mesmo sendo uma bicicleta sem rodinhas numa ladeira. Devemos sempre confiar nas pessoas que amamos, mas tipo, as que amam de verdade, porque apesar de nos machucarmos um pouco sempre estão dispostas a nos ajudar quando caímos. Aprendi que nunca devemos apertar apenas o freio das nossas vidas bruscamente, devemos pensar mais antes de agir, afinal, palavras são sementes. Pois é, meus caros, num único instante aprendi a andar de bicicleta e a voar como um super-herói rs Ainda vou me superar, cês vão ver rsrs

Fica bem e não some visse...

Mr. Dopper!

Starting a história...



Este é o blog Estrogonofis, onde tudo que é massa vira notícia! Estou em busca da batida perfeita, desde que o som maior seja o do coração. Sou movido por amor e por me deixar me levar por ele na maior parte das vezes sofro. Mas se amar é sofrer... soframos! (risos) Tenho muitas histórias engraçadas que marcaram a minha vida, por esta razão resolvi escrever minhas memórias em um blog. Mas nem só de lembranças vive um homem, por isto, além das muitas lembranças que escreverei, também teremos muita informação, curiosidades, desabafos, prestação de serviços e muito humor! Convido você a construir esta história junto comigo, sem medo de ser feliz!

Fica bem e vê se não some...

Fábio